segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

W3 Sul já tem faixas exclusivas e orientação deve começar no próximo dia 15

27/02/2012 - Correio Braziliense


A pintura das faixas exclusivas para ônibus na W3 Sul foi concluída. Quem percorreu os 7 Km da via nesta segunda-feira percebeu a sinalização vertical que delimita o espaço para os coletivos. Em 15 de março, os motoristas começarão a ser orientados a respeitar os corredores. Depois de um mês de conscientização, radares eletrônicos e agentes do Departamento de Trânsito do DF (Detran) começarão a aplicar multas. Diariamente, 480 ônibus passam pelo local, totalizando 2,4 mil viagens.

A experiência já é aplicada na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) e da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Porém, a maior preocupação na W3 Sul é o com os retornos. "A faixa contínua delimita o espaço dos coletivos; a pontilhada mostra onde os condutores dos carros podem entrar para acessar as quadras", explicou o diretor de engenharia de trânsito do Detran, José Lima Simões.

Outros seis corredores devem ser implantados no DF nos próximos meses: nas avenidas Hélio Prates e Elmo Serejo, no Eixo Monumental, na Estrutural e na BR-020. A intenção é reduzir o tempo de viagem dos passageiros e incentivar a migração de usuários de carros para coletivos.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Corredor exclusivo da W3 Sul começa a funcionar dia 15 de março

19/02/2012 - G1

A W3 Sul vai ser a terceira via do Distrito Federal a ter uma faixa exclusiva para ônibus. A partir de 15 de março, a pista da direita, nos dois sentidos e ao longo dos sete quilômetros da via, deverá ser utilizada apenas por esses veículos.

Os primeiros dias serão de orientação. Depois, radares eletrônicos serão adaptados para multar os motoristas que não respeitarem a proibição. O objetivo do governo é desafogar o trânsito. São 480 ônibus fazendo 2,4 mil viagens pela W3 Sul todos os dias.

A primeira via a ganhar a faixa exclusiva foi a Estrada Parque Núcleo-Bandeirante (EPNB) e depois a Estrada Parque Taguatinga (EPTG). A expectativa do GDF é que até o fim do primeiro semestre outras quatro pistas ganhem o corredor. A próxima será a Hélio Prates, em Taguatinga.