domingo, 3 de fevereiro de 2013

DFTrans avalia como satisfatório primeiro dia de integração dos ônibus

22/01/2013 - DFTrans

O primeiro dia da integração do transporte coletivo do Distrito Federal apresentou balanço positivo. Como todo início de nova operação, ajustes pontuais foram necessários e começaram a ser providenciados já nesta segunda-feira (21). A iniciativa beneficia cerca de 40 mil usuários das 57 linhas de ônibus que fazem o trajeto Ceilândia e Taguatinga com destino ao Plano Piloto, Guará I e II, Octogonal, Núcleo Bandeirante e Rodoviária Interestadual.

Readequar horários dos motoristas e itinerários, definir com precisão o momento de chegada dos ônibus nas paradas e informar cada vez mais a população sobre a nova estratégia de modernização do transporte coletivo no DF já foram medidas adotadas desde hoje. Ao todo, 150 mil panfletos são distribuídos à população nas paradas com orientações sobre as mudanças no sistema, os horários do transporte e os ônibus que fazem parte da integração.

Segundo o diretor técnico do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), Lúcio Lima, o acompanhamento das linhas será feito diariamente, para garantir melhor qualidade ao serviço. "Toda grande mudança gera expectativa e certo desconforto no primeiro momento. Os ajustes ocorrem à medida que identificamos os problemas iniciais, para resolvê-los o mais rápido possível", afirmou Lima. "Mas esse primeiro dia superou nossas expectativas. Registramos menos problemas que o esperado", ressaltou.

Orientações - Uma equipe com cerca de 20 funcionários do DFTrans presta atendimento aos usuários nos principais pontos de ônibus na rota das linhas de integração. Das 8h às 17h, os servidores ficam em paradas do centro de Taguatinga (Praça do Relógio, em frente ao Bradesco e logo depois do viaduto), na Octogonal, no Complexo da Polícia Civil, próximo ao Parque da Cidade, e na Rodoviária do Plano Piloto. Eles tiram dúvidas, recebem e anotam sugestões dos usuários.

Outros 10 pesquisadores do DFTrans também fazem rondas nas paradas, com o objetivo de melhorar o fluxo de veículos e identificar possíveis problemas. A previsão é que as equipes do órgão permaneçam nos pontos de ônibus até a próxima quarta-feira (23).

"Mas o prazo pode ser estendido, depende da necessidade", destacou o diretor técnico da autarquia. A expectativa é que, após a avaliação do sistema, o atendimento seja ampliado, inclusive nos horários de pico.

Valor - A partir de agora, o passageiro pagará, pelas duas viagens, apenas o valor correspondente ao bilhete do percurso mais longo (ligação), desde que a troca de ônibus seja feita em até duas horas. Antes, o usuário que utilizava dois ônibus para chegar a seu destino pagava pelo menos R$ 2 pelo menor trecho e R$ 3 nas linhas de ligação. Agora, ele gastará, no máximo, R$ 3 pelas duas viagens.

Inicialmente, o serviço ficará disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; aos sábados, das 8h à meia-noite; e aos domingos e feriados, das 6h à meia-noite.

A integração só vale entre um circular e uma das novas linhas de ligação. Os ônibus que fazem parte do novo sistema são identificados no painel frontal dos veículos.

Cartão – No sistema integrado, a passagem pode ser paga por meio dos cartões Cidadão, Passe Livre Estudantil e Vale-Transporte, sem necessidade de troca. Eles são válidos para qualquer linha de ônibus. A recarga é feita nos postos do DFTrans ou em uma das 56 lojas conveniadas com o Banco de Brasília (BRB) em Taguatinga e Ceilândia. Quem não possui esses cartões pode adquirir um, gratuitamente, em algum posto de atendimento do Transporte Urbano do Distrito Federal. A primeira carga custa R$ 10.

Fonte: DFTrans

Nenhum comentário: