sábado, 8 de setembro de 2012

Capital terá menos linhas de integração parcial

06/09/2012 - Jornal Metro BSB

A troca da frota de ônibus do DF, prevista em licitação, não significará aumento de passagem, afirma José Walter, Secretário dos Transportes, porém a integração não beneficiará todos. As linhas serão disponíveis apenas para quem possui cartões como o vale-transporte. Quem paga passagem em dinheiro até tem direito ao chamado cartão cidadão, mas, ao contrário de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, onde o Bilhete Único é distribuído livremente nas bilheterias, no DF é preciso fazer um cadastro com o CPF no site do DFtrans e esperar a aprovação eletrônica por e-mail antes de buscar o cartão personalizado na sede da empresa responsável, no Conic.

A outra principal mudança prevista pela licitação do transporte público, lançada oficialmente em agosto, é na reorganização dos itinerários.O objetivo é diminuir o número de linhas para menos da metade de 1.100 existentes hoje.

Atualmente as cidades têm dezenas de linhas diferentes que as ligam ao Plano Piloto. "Faremos com que sistemas menores e locais alimentem cinco corredores principais com as linhas de longa distância e maior velocidade", disse o Secretário de Transportes.

As linhas não vão mudar imediatamente com a chegada dos novos ônibus. A cada semana algumas serão extintas ou remanejadas, para população ter tempo de assimilar as novidades. A adequação deverá durar seis meses e, ao menos durante esse período, a passagem não aumentará.

Nenhum comentário: