quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Tribunal libera licitação do transporte no DF

13/08/2012 - Webtranspo

Processo havia sido suspenso por dúvidas sobre os valores do edital -

Até o dia 14 de setembro, os moradores do Distrito Federal conhecerão as propostas das empresas participantes da licitação do Transporte Público da capital federal, isso porque o Tribunal de Contas do DF liberou, na última quinta-feira, 9, o prosseguimento da concorrência. O processo havia sido suspenso pelo próprio órgão, em 15 de maio deste ano, devido a algumas dúvidas sobre os valores do edital.

“A licitação do transporte coletivo agora é uma realidade. O Tribunal de Contas aprovou a nossa licitação, por quatro votos a um. Isso é muito importante. Agora, é botar a licitação na rua e correr os prazos fundamentais para que, no período mais curto possível, tenhamos os vencedores, e, com isso, as empresas ou consórcios já poderão atender os nossos prazos de renovação da frota”, destacou o governador Agnelo Queiroz.

Para o político, esta licitação representará uma mudança radical no transporte público local, uma vez que renovará a frota e também reorganizará o sistema de coletivos brasiliense. O Distrito Federal será dividido em cinco bacias e, com isso, terá uma maior racionalização no uso do transporte público em cada Região Administrativa e entre as cidades, com a possibilidade de mais viagens por linha, de acordo com a necessidade da população.

“Faz parte também a aquisição de um centro operacional que fará o controle de todo o sistema. Poderemos controlar até mesmo o horário exato em que o ônibus vai passar no ponto. Com a licitação, quem ganhar já vai oferecer veículos novos, incluindo o GPS de comunicação com o centro operacional de transporte”, detalhou Agnelo Queiroz. “Teremos absoluta transparência na gestão do sistema público de transporte, rigor nos horários, otimização das linhas e conforto”, enumerou.

Segundo a Secretaria de Estado de Transporte a previsão é de que anova frota esteja nas ruas do DF até abril, o prazo é de 180 dias a contar da assinatura do contrato com as vencedoras. Para José Walter Vazquez Filho, secretário da Pasta, a liberação da licitação pelo TCDF é resultado de uma construção coletiva e de um esforço político de grande significado para a atual gestão. “Estamos apenas no início de uma longa caminhada, mas a decisão de promover essa licitação demonstra claramente a determinação deste governo em transformar em realidade um dos mais importantes desejos da população do DF, que é o de conquistar um transporte coletivo digno, eficiente e seguro", concluiu.

 

 

Nenhum comentário: