segunda-feira, 16 de abril de 2012

GDF modifica edital para colocar 90% dos ônibus novos nas ruas de uma só vez

16/04/2012 - Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal vai prorrogar por 40 dias a abertura do processo licitatório que irá mudar todo o sistema de transporte público no DF. A prorrogação foi necessária para que o GDF pudesse adaptar a proposta, que recebeu 23 questionamentos de entidades distintas e uma recomendação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). A principal alteração é o considerável aumento na quantidade de ônibus novos que começarão a circular no início de 2013.


No dia 2 de março, o GDF anunciou que, no primeiro momento, aproximadamente 15% da frota antiga seria substituída por novos veículos, enquanto os demais 85% seriam trocados gradativamente. “Agora, vamos estudar uma forma de substituir imediatamente entre 90% e 100% da frota, tomando o cuidado de garantir que não ocorra aumento no valor das passagens”, destacou o secretário de Transportes do DF, José Walter Vazquez, acrescentando que esse novo modelo ficará pronto nos próximos dias.

Para Vazquez, ouvir as entidades de classe e órgãos públicos que se pronunciaram sobre a licitação foi fundamental para aumentar a sintonia do governo com as necessidades da população. “Seria pretencioso demais pensar que uma situação que se perpetua por 50 anos poderia ser resolvida sem ouvir esses agentes externos”, avaliou.

A licitação, prevista inicialmente para começar na próxima quarta-feira (18), será lançada no dia 28 de maio. A previsão é de que os novos ônibus estejam em circulação em fevereiro de 2013.

Adaptações – O principal aspecto levado em consideração foi a redução da quantidade de poluentes emitidos na atmosfera. Isso será resolvido com a retirada em massa de ônibus velhos das ruas e a adoção do padrão Euro 5, que prevê o uso de veículos movidos a energia elétrica, biodiesel ou outras formas de combustível limpo, de acordo com a tecnologia disponível quando ocorrer a licitação.

Para garantir que não haja aumento no valor das tarifas, somente os ônibus articulados (os chamados BRTs, que vão circular pelos corredores exclusivos) deverão vir, obrigatoriamente, equipados com ar condicionado. Nos demais, o aparelho será opcional.

Já o sistema de posicionamento por satélite (GPS), será instalado em todos os veículos e vai possibilitar que a frota seja controlada por um centro de controle operacional. Essa medida evitará atrasos e possibilitará que os passageiros consultem os horários dos coletivos, por meio de torpedos de celular, na internet e em painéis disponíveis em 80% das paradas de ônibus.

Planaltina – Uma outra licitação, em caráter emergencial, irá contratar 80 novos ônibus para operar as linhas da cooperativa que foi à falência em Planaltina. “Eles vão começar a circular na segunda quinzena de maio e ficarão nas ruas até o fim do ano”, explicou o secretário de Transportes, José Walter Vazquez. Essa outra concorrência será aberta amanhã (17 de abril) e publicada na edição de quarta-feira (18) do Diário Oficial do DF.

Nenhum comentário: