terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Primeiro dia de faixa exclusiva na EPNB registra 4 km de congestionamento

27/12/2011 - Correio Braziliense, Adriana Bernardes

Uma iniciativa concreta de priorizar o transporte coletivo de passageiros em detrimento do individual será testada a partir de hoje no Distrito Federal.

Os ônibus que passam pela Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) terão uma faixa exclusiva para circular e os demais veículos estão proibidos de trafegar por ela.
Na tarde de ontem, funcionários do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) concluíam a sinalização da via e a instalação dos OCRs, equipamentos com câmera que vão flagrar e multar os donos de qualquer veículo que não seja ônibus circulando na área destinada aos coletivos.
Desde a última sexta-feira, servidores do órgão distribuem panfletos alertando os condutores sobre a mudança.

“Por enquanto, os motoristas não serão multados. No primeiro momento, vamos conscientizá-los da mudança e promover a educação”, explicou o superintendente de trânsito do DER, Murilo de Melo Santos.

A expectativa do governo é de que 40 mil usuários do transporte público sejam beneficiados. A medida vai atingir moradores de Taguatinga, Samambaia, Riacho Fundo 1 e 2, Núcleo Bandeirante, Arniqueiras, Águas Claras, Santa Maria, Gama e de parte do Entorno.
A principal vantagem para eles será a redução estimada do tempo de viagem em 20 minutos por dia.

Ainda não há previsão de quando os condutores que desrespeitarem a proibição de circular na faixa dos ônibus serão multados.

Mas, segundo Murilo de Melo, antes de isso ocorrer, a decisão será amplamente divulgada e não pegará ninguém de surpresa.

“Priorizar o transporte coletivo é um programa do governador Agnelo Queiroz. Esse é apenas o primeiro trecho. A meta é ampliar e levar também para outras rodovias”, disse.
A faixa exclusiva vai começar embaixo do viaduto do Pistão Sul de Taguatinga e terminará na altura do Sesi, num trecho de 8km. No entanto, a meta é ampliar a pista até o trecho em frente ao Zoológico de Brasília.

Foto: Iano Andrade/CB

Nenhum comentário: