sexta-feira, 21 de outubro de 2011

VLP Eixo Sul - Obras começam

25/08/2011 - Agência DF

O chamado Eixo Sul, onde estão localizadas algumas das cidades de maior concentração populacional do DF, terá acesso rápido e exclusivo à região central de Brasília. O sistema de transporte Eixo Sul (Veículo Leve sobre Pneus – VLP) foi pensado para solucionar os problemas de tráfego da região sul do Distrito Federal. São 42 quilômetros com controle operacional similar ao do Metrô-DF (controle de tráfego, velocidade, tempo de parada nas estações). Os 42 km são divididos em dois trechos. O trecho 1 começa nos terminais do Gama e Santa Maria e se divide em dois na Épia. Uma linha desce e vai para a Rodoviária e outra vai em direção ao Terminal Asa Sul passando pelo novo Terminal Rodoviário. O trecho 2,  que ainda não foi licitado, vai do Terminal Asa Sul até o Terminal Asa Norte.

A licitação para o Trecho 1 foi realizada em 2008 e o contrato foi assinado em maio de 2009. Inicialmente, o custo total da obra foi orçado em R$ 587 milhões, entretanto, após ajustes junto ao TCDF, foi reduzido para aproximadamente R$ 530 milhões. O consórcio vencedor, o BRT Sul é formado pelas empresas Andrade Gutierrez, Construtora OAS, Via Engenharia e Cetepla Engenharia e tem o prazo contratual de 18 meses para concluir a obra.

A obra do Trecho 1 do VLP começou hoje de manhã (25/8), em solenidade de assinatura da ordem de serviço pelo governador Agnelo Queiroz, com a presença do vice-governador Tadeu Filipelli, de secretários de Estado, do presidente do Metrô-DF, David José de Matos, deputados distritais e representantes da comunidade, no Balão do Piriquito, perto do Gama. O projeto de criação do corredor Gama-Santa Maria foi elaborado em conjunto pelas Secretarias de Transportes, Obras, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, com a coordenação técnica da Companhia do Metropolitano do DF. A previsão de conclusão da obra é de 18 meses.

O Trecho 1 tem uma demanda prevista de 120 mil passageiros/dia em 35 quilômetros de corredor exclusivo. Estão previstas 15 estações de transferência com sistema operacional parecido com o do metrô, 15 passarelas de pedestres e dois terminais de integração, do Gama e de Santa Maria. O corredor Gama/ Santa Maria atenderá a uma população aproximada de 600 mil pessoas, que chegarão ao Plano Piloto em ônibus modernos, articulados, com capacidade para até 160 passageiros. De acordo com os estudos preliminares, serão transportados em torno de 20 mil pessoas por hora, nos períodos de maior demanda, no início da manhã e ao final da tarde.

Estão previstas linhas de ônibus expressas (sem interrupções) e linhas com estações de embarque e desembarque que circularão em faixas exclusivas, criadas nos canteiros centrais ao longo de quase 42 km de corredor. O novo sistema terá ramais no Gama (8,7 km de extensão) e em Santa Maria (5,3 km). O trecho se tornará único a partir de um ponto de encontro na BR-040, a 27,8 km de dois pontos de desembarque no Plano Piloto (Terminal Asa Sul e Rodoviária do Plano Piloto).

Raio X

Gama – Santa Maria – BR 040 – Park Way – Plano Piloto

População atendida: 600 mil pessoas

Capacidade (por veículo): 160 passageiros

Capacidade de passageiros nos horários de pico: 20 mil por hora.

Terminais: 2 (Gama e Santa Maria);

Estações ao longo do percurso: 15;

Passarelas: 15;

Tempo Médio da Viagem hoje: 90 minutos;

Tempo médio da viagem com o VLP: 40 minutos;

Empregos gerados: 6 mil por ano.

Nenhum comentário: