domingo, 7 de agosto de 2011

60% dos usuários precisam tomar mais de um ônibus para chegar ao destino

08/08/2011 - Jornal de Brasília

Falar em pegar ônibus, no Distrito Federal é motivo para qualquer um fazer cara de desânimo. E, cada vez mais, estudos comprovam que os brasilienses que dependem do transporte público têm do que reclamar. Nesse sentido, uma pesquisa feita para uma tese de mestrado, na Universidade de Brasília (UnB), mostra que, em pouco mais de 60% dos casos, é preciso utilizar mais de uma linha de ônibus para se chegar ao destino desejado. E o pior é que, em quase todos esses casos, o usuário precisa pagar por duas ou até três passagens.

Isso, porque apenas 20 das 1.006 linhas de ônibus existentes são integradas. O jeito é tomar dois ônibus e pagar duas passagens para ir ao trabalho. Nessa rotina, entre esperar e viajar nos ônibus para chegar ao destino, há quem passe até cinco horas por dia se locomovendo e chegue a gastar até R$ 300 com passagem a cada mês.

Esse é o caso da empregada doméstica Maria Silvaneide dos Santos, de 39 anos. Moradora do Setor O, em Ceilândia, ela precisa pegar dois ônibus para chegar ao trabalho, no Lago Norte. Apesar de sair de casa às 6h, só chega ao trabalho às 8h40. E a volta para casa é ainda mais demorada. “Chego na Rodoviária entre 17h e 18h para voltar para casa, horário em que o trânsito está bastante caótico. Fico cinco horas por dia andando de ônibus, e quase sempre, tenho que ir em pé, porque estão lotados”, reclama Maria.

Investimento

A doméstica ainda faz um curso à noite e avalia que poderia investir muito mais em sua qualificação profissional se não precisasse passar tanto tempo no ônibus. “Faço curso de informática, perto de casa. Gostaria de poder investir em mais cursos, mas o transporte público consome todo o meu tempo e boa parte do dinheiro também”, lamenta Maria Silvaneide, que chega a gastar

Fonte: Jornal de Brasília (http://www.clicabrasilia.com.br/site/noticia.php?id=357651)

Nenhum comentário: