quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Passageiros de Brazlândia sofrem com a demora e a superlotação dos ônibus

 DFTV 1ª Edição - 29/09/2010 - Reportagem

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1347031-7823-REDACAO+MOVEL+MORADORES+RECLAMAM+DO+TRANSPORTE+PUBLICO+EM+BRAZLANDIA,00.html

Moradores do Setor Leste da cidade reclamam que, muitas vezes, não conseguem embarcar no ônibus por falta de espaço. O DFtrans informou que pretende aumentar o número de veículos circulando.

A vendedora Gleicimar da Silva precisa chegar cedo ao terminal de Brazlândia, mas isso não é garantia de transporte. “Raramente você pega um ônibus vazio. Ele já chega bem lotado ao terminal”, relata.

Quem mora distante do terminal precisa ficar horas nas paradas. E quando o ônibus chega, já está cheio. “Eu vou na porta, exprimido entre duas pessoas, no primeiro degrau. É o lugar que cabe”, conta o estudante Mateus Teodorino.

A estudante Simone Bitar conta que, às vezes, o motorista passa direto. “Muitas vezes, o ônibus deixa de parar na parada porque tem muita gente”, lamenta.

O ônibus que faz a linha para Taguatinga Sul é um dos mais procurados e mais cheios também. A equipe da Redação Móvel embarcou em um. Nessa linha, ir sentado é privilégio de poucos. “É muito difícil ir sentado. Não sobra cadeira para ninguém”, sublinha uma passageira.

O ônibus segue tão cheio que algumas pessoas precisam ir sentadas em cima do motor do veículo. E o motorista conta que apenas duas linhas fazem este trajeto: 402 e 401.

Com o ônibus circulando nessa situação, algumas pessoas não conseguem entrar. E continuam no ponto a espera de um transporte. “O meu ônibus passou há cinco minutos, mas vou ter que esperar outro que passará só daqui a quarenta minutos”, reclama uma moradora que esperava no ponto.

A empregada doméstica Maria José de Souza também não conseguiu entrar no ônibus. Ela perdeu o ônibus das 7h. E precisou esperar até às 8h para conseguir pegar o próximo com destino a Taguatinga Sul. “Eu só viajo em pé. Vou e volto assim. Estou cansada, não aguento mais viajar em pé nesses ônibus”, desabada.

O DFtrans reconhece o problema e informou que uma equipe técnica finaliza os estudos para aumentar as viagens das linhas que saem de Brazlândia para o Plano Piloto, além da que vai para Taguantinga Sul. Com isso, os ônibus devem passar em intervalos menores. O prazo é que em no máximo dois meses o sistema ganhará esse reforço.

A Redação Móvel marcou o dia 2 de dezembro no calendário para voltar ao local e conferir o que mudou.

Kenzô Machida / Juarez Dornelles

Nenhum comentário: