quinta-feira, 3 de junho de 2010

Não há previsão para que a nova proposta do Passe Livre chegue à CLDF



O último repasse de verba feito à empresa Fácil deve acabar na próxima sexta-feira (4/6)


Publicação: 02/06/2010 10:57 Atualização: 02/06/2010 11:11 - Correio Braziliense

A nova proposta de mudança na Lei nº 4.462, do Passe Livre, ainda não chegou à Câmera Legislativa do Distrito Federal (CLDF) e, de acordo com a assessoria de imprensa do GDF, não há previsão para que o texto chegue à casa para apreciação dos deputados distritais. Falta estabelecer um limite para a renda familiar dos estudantes de escolas particulares que serão beneficiados.

Com a aprovação do novo texto, elaborado pelo governador do Distrito Federal, Rogério Rosso (PMDF), os estudantes de escolas públicas terão isenção total do pagamento de passagem. Os de escolas particulares serão divididos em dois grupos: os que tiverem renda familiar até um valor limite definido pelo governo não pagarão passagem. Acima disso, o aluno voltará a pagar com um terço do valor integral.

Enquanto a proposta não é definida, os 132 mil usuários cadastrados no Passe Livre permanecem com a incerteza do benefício. De acordo com a assessoria da CLDF, apenas depois que as mudanças no projeto chegarem a eles é que poderá ser decidida a data de votação ou se haverá uma comissão específica para discutir as novas propostas. O governador afirma que não vai mais tirar dinheiro de áreas importantes, como saúde e obras, para repassar a Fácil. Ele espera que os deputados aprovem o mais rapidamente possível o projeto que altera a lei do benefício.

Movimento nos postos
A quantidade de alunos nas agências da Fácil tem diminuído. Segundo a assessoria de imprensa da empresa, a quarta-feira começou com R$ 1,750 milhões disponíveis. Durante a terça-feira (1º/6), aproximadamente 8000 estudantes abasteceram os cartões.

Não houve registro de confusão ou manifestações nos postos. Ainda de acordo com a assessoria da emrpesa, os usuários aguardam no máximo 20 minutos depois que conseguem pegar uma senha para atendimento.

Repasses
A liberação do dinheiro foi aprovada pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) na terça-feira da semana passada (25/5). No entanto, a decisão foi publicada apenas no fim da tarde de quinta (27/5), em uma edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal.

Este é o terceiro repasse autorizado pelo governador do DF, Rogério Rosso (PMDB). No dia 15 de maio, foram liberados R$ 2 milhões, mas três dias depois o dinheiro acabou. O GDF, então, liberou mais dinheiro - dessa vez, R$ 636 mil. No dia seguinte (19/5), a verba já havia acabado.

Na sexta-feira (28/5), R$ 3 milhões, metade do dinheiro liberado pelo GDF, entrou na conta da Fácil. A verba acabou na segunda-feira (31/5), em menos de três dias. Por volta das 15h, do mesmo dia, a outra parte dos R$ 6 milhões ficou disponível para a empresa responsável pela bilhetagem eletrônica no DF.

Nenhum comentário: